Faferia oferece 17 cursos de verão

Espaço cultural abre inscrição para ateliês e oficinas

Em janeiro e fevereiro, a Faferia DNA de Arte, no centro de Florianópolis, oferece dois ateliês abertos de desenho e cerâmica, e 15 oficinas, que incluem literatura, fotografia, pintura de rua, pintura a óleo, caligrafia, encadernação, bordado, experiência em criação literária, serigrafia, confecção de máscara, stop motion, contação de história, comunicação, colagem e caricatura.

Os ateliês são permanentes e as oficinas são breves e temporárias, com duração de um a quatro dias e podem participar interessados com idade a partir dos 12 anos. O custo dos cursos varia de R$ 75 a R$ 300 e ocorrem de manhã, de tarde e de noite. Mais informações e inscrições podem ser obtidas no site www.faferia.com ou pelos fones (48) 99146 0251 e 3065 6534.

OFICINAS e ATELIÊS
janeiro e fevereiro de 2017

ATELIER LIVRE DE DESENHO (turma 1)
LU BICALHO
TODA SEGUNDA
DAS 14H ÀS 17H
Investimento mensal : R$ 150

ATELIER LIVRE DE DESENHO (turma 2)
LU BICALHO
TODA SEXTA
DAS 9H ÀS 12H
Investimento mensal : R$ 150

ATELIER LIVRE DE CERÂMICA
AIONARA PREIS
TODA TERÇA
DAS 9h ÀS 11H45
Investimento mensal: R$ 150
R$ 130 (estudantes)

CALIGRAFIA LIVRE
IVAN JERÔNIMO
14 DE JANEIRO (SÁBADO)
13h30 às 18h30
Investimento R$ 190

SERIGRAFIA
ALLBANO DIAS
17, 24 e 31 DE JANEIRO E 7 DE FEVEREIRO (TERÇAS)
DAS 14H ÀS 16H
Investimento: R$ 300

CADERNO DE INSPIRAÇÕES
PATI PECCIN E PRÍNCIA BÉLI
18 DEJANEIRO (QUARTA)
DAS 14H ÀS 19H
Investimento: R$ 165

PINTURA URBANA
BRUNO BARBI
19 E 26 DE JANEIRO E 2 E 9 DE FEVEREIRO (QUINTAS)
DAS 14H ÀS 17H
Investimento: R$ 300

BORDADO CONTEMPORÂNEO
CAROL GRILO
21 DE JANEIRO (SÁBADO)
DAS 14H ÀS 19H
Investimento: R$ 190

LITERATURA NEGRA CONTEMPORÂNEA
RONALD AUGUSTO
24, 25, 26 E 27 DE JANEIRO (DE TERÇA A SEXTA)
DAS 18H ÀS 20H
Investimento: R$ 250

CONFECÇÃO DE MÁSCARA
DANTARA RIBEIRO
25 DE JANEIRO (QUARTA)
DAS 13h30 ÀS 16H30
Investimento: R$ 85

STOP MOTION
ANNA MORAES E DIEGO DE LOS CAMPOS
27 DE JANEIRO (SEXTA)
DAS 14H ÀS 17H
Investimento: R$ 130

CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS: texto e performance
ALINE MACIEL E SIG SCHAITEL (Cia Mafagafos)
28 DE JANEIRO (SÁBADO)
DAS 13H ÀS 17H
Investimento: R$ 100

DO NEW JOURNALISM AO CROSSMEDIA
VANESSA PEDRO
1, 8 E 15 DE FEVEREIRO (QUARTAS)
DAS 14H30 ÀS 17H30
Investimento: R$ 200

ÓLEO SOBRE TELA
PAULO BURANI.
4 DE FEVEREIRO (SÁBADO)
DAS 9H ÀS 12H E DAS 13H ÀS 16H
Investimento: R$ 130

RETRATO FOTOGRÁFICO
CAIO CEZAR
7, 9, 14 e 16 DE FEVEREIRO (TERÇAS E QUINTAS)
DAS 18h30 ÀS 21H
Investimento: R$ 300

COLAGEM SENSITIVA
VANESSA NEUBER
11 DE FEVEREIRO (SÁBADO)
Das 9h às 12h e das 13h às 16h
Investimento: R$ 75

ENCADERNAÇÃO
ALEPH OZUAS (CORRUPIOLA)
18 DE FEVEREIRO (SÁBADO)
DAS 9H30 ÀS 12H E DAS 13H30 ÀS 17H
Investimento: R$ 250

CARICATURA
CLÁUDIO DUARTE
21, 22 e 23 DE FEVEREIRO (TERÇA A QUINTA)
DAS 18H ÀS 20H
Investimento: R$ 250


MAIS INFORMAÇÕES

Faferia DNA de Arte
Rua Fernando Machado, 261, piso térreo do edifício Valparaizo, centro, Florianópolis.
De segunda a sexta, das 10h às 12h e das 14h às 19h. Aos sábados, das 11h às 17h

www.faferia.com
facebook.com/faferia
faferiadnadearte@gmail.com
48 3065 6534 – 99146 0251

Revista de cultura é relançada

Em 1984, três estudantes da Universidade Federal de Santa Catarina lançaram a revista “84”. A publicação era contra tudo e contra todos. Contra a reitoria, contra o Diretório Central dos Estudantes, contra a direita e contra a esquerda. Era contra a poesia que se fazia, o teatro e o cinema. Fazia críticas culturais e desapareceu após a publicação de seu terceiro número, mas volta agora em uma edição fac-similar, com textos e entrevistas com seus editores e colaboradores. O lançamento é nesta quinta-feira, dia 15, às 19 horas, na Faferia DNA de Arte (Rua Fernando Machado, 261, centro, Florianópolis).

A “reedição” foi realizada com apoio do edital Elisabete Anderle pelo engenheiro Mauro Faccioni Filho, criador e editor da publicação na época junto com o professor e poeta Aldy Maigué e o jornalista e produtor cultural Jéferson Lima, o Fifo. A revista se alinhava ao modelo das publicações independentes de arte e literatura da época e movimentou a cena cultural no ambiente universitário em um ano de abertura política, fim da ditadura militar e campanha pelas eleições diretas.

“Éramos jovens de 20 e poucos anos e não acreditávamos em nenhum movimento. Mesclar gêneros, estilos, fontes, riscos, imagens era nosso modo de contestar e criar”, escreve Mauro Faccioni num estudo crítico da publicação que contém, além da edição fac-similar dos três números, mais três cadernos, que fazem uma revisão crítica da publicação. Os seis cadernos são embalados em uma caixa com papel craft.

Provocativa, a revista também tinha o tom da ousadia e do deboche. Às vezes beirava o disparate. Na primeira capa da “84”, por pura provocação, aparece a foto de Carlos Lamarca, ex-militar, guerrilheiro, que foi morto por tropas militares. A revista trazia textos literários dos editores. Tinha fotonovela. Em vez do editorial, um conto. Fotografia. Crítica literária. E também um forte apelo gráfico, com ilustrações e histórias em quadrinhos. Além disso, a revista tinha também o objetivo ser autossustentável e teve anúncios de empresas como a Editora Noa Noa, Livraria Catarinense, Livraria Cuca Fresca e Bar do Pida, entre outros.

Entre os colaboradores estão o escritor Anísio Garcez Homem, o diretor do Florianópolis Audiovisual Mercosul, o FAM, Antônio Celso dos Santos, o arquiteto João Batista Ferreira, o Zito, o fotógrafo Renato de Sousa, o engenheiro Ricardo Wagner Sandri, o poeta e crítico Ronald Augusto, o jornalista Xico Sá e o professor Henrique Pereira Oliveira.

Na época, Mauro fazia engenharia elétrica. Aldy era estudantes de Letras, assim como o Fifo, que havia deixado a engenharia civil para estudar literatura. Os três escreveram e publicaram poemas em paralelo à “84”. Mauro dirigiu e produziu cinema. Atualmente, é engenheiro e professor. Aldy leciona inglês e trabalha na UFSC. Fifo é jornalista e produtor cultural, realizador da Feira de Arte de Florianópolis e coordenador da Faferia DNA de Arte, um espaço de cultura no centro histórico.

– Serão distribuídos gratuitamente no lançamento 50 exemplares

 

FAF realiza última edição do ano

A última edição do ano da Feira de Arte de Florianópolis, a FAF, ocorre neste sábado, 10 de dezembro, das 11h às 17h, na Casa do Teatro Armação, na Praça 15 de Novembro, no centro de Florianópolis.

 

Além da ocupação dos dois pisos frontais do sobrado com gravuras, pinturas, fotografias, encadernações, bordados sobre tecidos, design, acessórios, luminárias, aquarelas e editora de livros, haverá também a presença de escritores, fotógrafos, ceramistas e músicos na rua.

 

Os escritores e fotógrafos convidados são Celso Vicenzi, Jeferson Dantas, Cláudio Schuster, Markito, Anna Moraes, Pati Peccin, Dennis Radünz, Hermes Daniel, Milton Ostetto, Paulo Heise e Ronaldo D. Andrade, que lançaram livros este ano, a maioria deles recentemente.

 

Os músicos convidados formam o “Old School Duo” com clássicos do jazz e da canção francesa. Formado por George de Farias (trompete) e John Benedit  (guitarra e voz.), o duo vai apresentar standards que ficaram célebres nas vozes de Frank Sinatra, Chet Baker, Louis Armstrong, Nat King Cole e Yves Montand, além de composições autorais.

 

Durante esta edição também será lançado o projeto Lambe Lambe, de Rafaela Martins e Gil Guzzo, com fotos em tamanho A3 e A4. O kit é formado por um canudo, com  2 ou 3 fotos, um tubo de cola e um pincel para aplicação da imagem em paredes internas ou externas.

 

Essa é a 32ª edição da FAF, que é organizada pelo jornalista Fifo Lima. Desde o início de agosto, a feira tem também uma sede física, a Faferia DNA de Arte, na rua Fernando Machado, 261, centro de Florianópolis, com galeria de arte em papel, cursos de arte e molduraria.

 

 

ARTISTAS

 

1º piso

Ana Terra

Adrien Bolpetti

Leonardo Bittencourt

XL Neps

Ashes

CM Gallery

Adriana Füchter

Paula Schlindwein

Rafael Peixoto

 

2º piso

Selo Armazém

Mariana Chinato

Josefina HD

Lucas Bruni (Feij)

Daniel Piras

Carina Santos

Mayara Barbato

Rafael Campagnaro

João Pedro Fernandes

 

 

NA RUA

 

Old School duo (jazz)

 

– Projeto lambe-lambe

 

– Editora Caseira

 

– Escritores

 

“O Analfabeto Midiático”, de Celso Vicenzi

“Construir espaços coletivos de esperança em tempos de discurso de ódio”, de Jeferson Dantas

“Beba Poesia”, de Cláudio Schuster

“Te Amo Floripa”, de Markito

“Manual de Desenhos Cotidianos”, de Anna Moraes

“O Camafeu que se Escondeu”, de Pati Peccin

“Ossama”, de Dennis Radünz

“Um lugar chamado Campeche”, de Hermes Daniel, Milton Ostetto, Paulo Heise e Ronaldo D. Andrade

 

– Ceramistas

 

Anna O’Sfair

Halma

Luiza Christ

Mirian Regina

Fernando Bertolini

 

Pati Peccin lança livro e selo editorial

Este slideshow necessita de JavaScript.

A artista visual Pati Peccin lança na quinta-feira, dia 8, às 19 horas, na Faferia DNA de Arte, o livro O Camafeu que se Escondeu, com um conto escrito e ilustrado por ela. O texto é uma narrativa onírica com o percurso de uma personagem nonsense por uma cidade desconhecida.

A publicação é uma parceria com a Editora Caseira e a Corrupiola Experiências Manuais e marca o lançamento do selo Patifaria, de Pati Peccin.. O selo aposta no mercado independente e vai contemplar textos literários com ilustrações da artista.

Toda produção da nova marca editorial vai ser artesanal e as publicações terão edições limitadas, numeradas e assinada pelos autores. A capa O Camafeu que se Escondeu foi impressa em tipografia sobre papel Craft pela Corrupiola e o miolo sobre papel Pólen Bold com impressão em jato de tinta pigmentada pela Editora Caseira.

Nascida no Rio Grande do Sul e radicada em Florianópolis, Pati é formada em Publicidade & Propaganda pela Furb (Blumenau). É mestre em Ilustração Artística com especialização em Colagem pelo Instituto Superior de Educação e Ciências – ISEC, 2014, Lisboa, Portugal.

Ilustradora e artista, desenvolve um trabalho com colagens combinando desenho, recorte, xilogravura, texturas e linhas gráficas em variados suportes.

Já expôs em coletivas e individuais e alguns dos seus trabalhos originais estão à venda  na Galeria Colecionador 669 (Largo Benjamin Constant 669, Centro, Florianópolis) e no espaço Faferia DNA de Arte (Rua Fernando Machado, 261, Centro, Florianópolis).

 

www.patipeccin.com

www.facebook.com/patipeccin.art/?fref=ts

CM Gallery lança nova coleção

Este slideshow necessita de JavaScript.

A CM Gallery lança uma nova coleção de almofadas com estampas de obras dos artistas George Peixoto e Pati Peccin nesta sexta-feira (25), às 19 horas, na Faferia – DNA de Arte (Rua Fernando Machado, 261, centro, Florianópolis).

 

As quatro estampas das almofadas de Peixoto são observações da vida urbana e fazem parte da exposição Quadratura da Cor, realizada este ano no Espaço Cultural BRDE. As obras foram colorizadas digitalmente a partir de peças em preto e branco, que formam quatro sequências. As imagens da série “Logotipo”, em P&B, foram selecionadas pela CM Gallery para as quatro peças que chegam ao mercado nos formatos quadradas 45x45cm e 50x50cm.

 

A coleção de Pati Peccin apresenta três almofadas redondas com 45cm, 50cm e 60cm de diâmetro, coloridas e acabamento com fitas pompom.  As imagens escolhidas são de obras recentes da artista. São composições com colagem, renda, desenhos e bordado sobre tecidos em bastidores que constroem uma narrativa de caráter onírico.

 

Há três anos no mercado, a CM Gallery une arte e decoração, com a criação de produtos que inclui séries de almofadas com estampas de obras de artistas. Entre eles, Driin, Vera Sabino, Hassis, Bruno Barbi, Meyer Filho e Nestor  Júnior.

Faferia lança livro de Anna Moraes

anna-moraes-artista-e-professora-autoretrato
Anna Moraes com seu livro Pequeno Manual de Desenhos Cotidianos 

 

A artista e professora Anna Moraes lança na quinta-feira (24), às 19h, na Faferia – DNA de Arte (Rua Fernando Machado, 261, centro, Florianópolis), o “Pequeno Manual de Desenhos Cotidianos”. A publicação une livro de artista e manual de desenhos para o leitor/desenhista desenvolver o seu próprio processo de criação.

 

Anna criou o manual com exercícios para os alunos executarem fora do ambiente de aula como sugestão de desenho para momentos de ócio. Alguns exercícios são ilustrados pela artista para facilitar o entendimento e o acesso para qualquer pessoa que queira aprender a desenhar.

 

O livro foi produzido artesanalmente, com tiragem de apenas 50 cópias, 44 páginas, tamanho 14×20 cm e encadernado à mão. O preço é R$ 35. A publicação também foi selecionada para a 9ª edição da feira de arte Entremostras, da Fundação Cultural Badesc, que ocorre no sábado (26), das 11h às 17h.

 

Anna Moraes é artista com Graduação em Artes Visuais pela UDESC e Pós-Graduação em Gestão Cultural pelo SENAC/SP. Pesquisa “O Olhar Efêmero do Artista Contemporâneo” e trabalha em diferentes suportes como desenho, gravura e pintura.

 

Faz parte do NaCasa Coletivo Artístico e leciona desenho artístico para crianças e adultos, curso que compreende não só técnicas de desenho, mas o desenvolvimento de um processo criativo pessoal do aluno por meio de projetos e experimentos que permitam pensar e trabalhar artisticamente diferentes materiais.

 

https://www.facebook.com/annamoraesatelie

 

http://www.nacasa.art.br/v2/artistas/anna-moraes

 

Quatro oficinas em dezembro

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em dezembro, a Faferia – DNA de Arte, localizada na rua Fernando Machado, 261, no centro antigo de Florianópolis, oferece quatro oficinas. São elas: Atelier livre de desenho, com Luciana Bicalho; Introdução ao óleo sobre tela, com Paulo Burani; Encadernação, com Aleph Ozuas; e Retrato Fotográfico, com Caio Cezar. O custo das oficinas varia de R$ 130 a R$ 300.

Os cursos são breves com duração de um a quatro dias para pessoas com idade a partir dos 12 anos e acontecem de manhã, de tarde e à noite. Informações sobre cursos, ministrantes, valores e condições de pagamento podem ser obtidas em cursos.faferia.com.

OFICINAS de DEZEMBRO

Introdução ao óleo s/tela
3 de dezembro (sábado), das 9h às 12h e das 13h às 16h
Ministrante Paulo Burani
R$ 130

Encadernação
10 de dezembro(sábado), das 9h30 às 12h e das 13h30 às 17h
Ministrante Aleph Ozuas
R$ 250

Retrato Fotográfico
6, 8, 13 e 15 de dezembro (terças e quintas), das 19h às 21h30
Ministrante Caio Cezar
R$ 300

Atelier livre de desenho
Toda segunda-feira, das 14h às 17h
Ministrante Lu Bicalho
R$ 150