ilustração desenhe errado

DESENHE ERRADO

20 de maio, sábado, das 14h às 19h, 05 horas, 10 vagas

Ministrante: Rafael Sica

(Oficina da feira Parque Gráfico 2017)

RESUMO

A Oficina aborda o erro como caminho para buscar um desenho mais intuitivo e livre de técnicas acadêmicas, centrando os exercícios no acaso do traço individual e particular de cada aluno, mesmo que este não tenha o hábito de desenhar.

METODOLOGIA

  1. Fala sobre:
    Desenho de infância.
    Repetição e cópia como técnica.
    Busca do “desenho certo”. Exemplo: história da anatomia/proporção áurea.

    Exercícios:
    10 minutos para copiar o desenho proposto.
    5 minutos pra copiar o desenho proposto.
    1 minuto para copiar o desenho proposto.
    30 segundos para copiar o desenho proposto.

    2. Fala sobre:
    Desconstrução do desenho e desconstrução de técnicas.
    A síntese e o encontro com o traço particular e individual.

    Exercícios:
    Desenho copiado (sobre matriz e papel carbono).
    Desenho de mão trocada (sobre matriz e papel carbono).
    Desenho de observação (sobre matriz e papel carbono).
    Desenho sem parar por 10mim.

    3. Fala sobre construção de narrativa através do acaso.
    O humor como crítica de costumes.

    Exercícios:
    Prática coletiva de HQ com página diagramada.
    – sem aparecer a cabeça do personagem.
    – história reversa.
    – desenho de balão e personagem em separado.
    – complemento do último quadro com troca entre alunos.
    – recorte de palavras para preenchimento de balões.

    4. Fala sobre diversificação de materiais e superfícies.

    Exercícios:
    Desenho coletivo. Repetição de movimento do traço. Um aluno faz o primeiro movimento e o segundo repete e assim por diante.

VALOR
R$100

MATERIAL
Caneta esferográfica e lápis e o que mais quiser levar.

PÚBLICO-ALVO
A partir dos 16 anos. Não é necessário “saber” desenhar.

NÚMERO MÍNIMO
4 alunos

NÚMERO MÁXIMO
10 alunos

QUEM É O MINISTRANTE

Rafael Sica nasceu na cidade de Pelotas (RS), em 1979. Venceu por duas vezes o Prêmio HQ Mix, nas categorias Novo Talento (2005) e Web Quadrinhos (2009), por seus Quadrinhos Ordinários publicados na internet. Ilustrou o conto “João Sortudo” para a coletânea Irmãos Grimm em quadrinhos (Desiderata, 2007), e publicou uma seleção de 115 de seus Quadrinhos Ordinários na antologia Ordinário (Cia das Letras, 2011). Em 2008, montou com treze de seus desenhos a lápis a exposição “Cinza-Choque” no Museu do Trabalho, em Porto Alegre. Em 2012 expôs na mostra coletiva “Lista”, na Galeria Logo em São Paulo. Em 2013, participou do Consórcio de Gravuras do Museu do Trabalho com uma gravura em litografia e participou da antologia Friquinique (Beleléu). Publicou o álbum Tobogã (Narval, 2013) pelo selo da coleção 1000. No ano de 2014 publicou Novela (BebelBooks) e FIM – Fácil e Ilustrado Manifesto (Beleléu).
Sica participou como expositor e foi integrante da organização das quatro edições já realizadas da Parada Gráfica, feira de publicações independentes promovida anualmente pelo Museu do Trabalho, em Porto Alegre.

http://rafaelsica.zip.net/

INSCRIÇÃO

parque gráfico